Viva a Vida Mulher vende sua casa para comprar cabine em cruzeiro de 3 anos, e viagem é cancelada

Mulher vende sua casa para comprar cabine em cruzeiro de 3 anos, e viagem é cancelada

Keri Witman disse que sua vida virou de cabeça para baixo quando a empresa comunicou que a experiência não aconteceria

  • Viva a Vida | Do R7

Viagem foi cancelada às vésperas da partida

Viagem foi cancelada às vésperas da partida

Divulgação/Life At Sea Cruises

A chefe de marketing Keri Witman vendeu sua casa para conseguir comprar uma cabine de luxo em um cruzeiro que prometia durar três anos, mas não estava preparada para o que realmente aconteceu. Segundo informações do The Sun, às vésperas da partida do navio, a companhia responsável pela experiência única comunicou aos passageiros que não haviam encontrado uma embarcação adequada para a viagem, e, por isso, o cruzeiro não aconteceria.

De acordo com o site da empresa, o cruzeiro sairia de Istambul, visitaria 382 portos e percorreria 148 países em todos os continentes. Além disso, estavam disponíveis serviços como alimentação, acesso a internet, cuidados médicos e mais, com preços a partir de U$S 30 mil (cerca de R$ 147.081) por ano para cada hóspede.

Porém, mesmo com o escândalo, as cabines continuam à venda no site oficial da empresa, a Life at Sea Cruises.

Após ouvir a notícia chocante, Keri deu uma entrevista ao The Enquirer e disse: "Foi realmente decepcionante descobrir que isso não ia se concretizar. Eu estive trabalhando nos últimos oito meses para organizar tudo, organizar minha vida, para que eu pudesse fazer acontecer".

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Witman revelou que planejou fazer a viagem já que trabalhava principalmente de maneira remota, e isso lhe daria a oportunidade de viajar pelo mundo sem precisar abrir mão do emprego.

A empresa responsável pelo cruzeiro já havia adiado a data de partida mais de uma vez — a princípio os passageiros embarcariam no dia 1º de novembro deste ano. Depois de não conseguir outra embarcação para a viagem, a empresa finalmente anunciou em 17 de novembro que estavam cancelando todo o plano.

Segundo o The Sun, a companhia Life at Sea Cruises anunciou que oferecerá reembolsos integrais a todos os passageiros de 1º de dezembro até fevereiro de 2024, em parcelas mensais.

Veja também: Navio quatro vezes maior que o Titanic tem parque aquático, pista de gelo e 20 decks; veja fotos

Últimas