Adega do Déco Pinot Noir: Conheça a mais sedutora das uvas tintas

Pinot Noir: Conheça a mais sedutora das uvas tintas

Dia 18 de Agosto foi o dia mundial da Pinot Noir. Conheça um pouco mais sobre essa uva, que arrasta fãs mudo afora.

Uva Pinot Noir em Vinhedo

Uva Pinot Noir em Vinhedo

Se tem uma uva que desperta paixões nos amantes do vinho, essa uva é a Pinot Noir. Uma prova disso é o número de adjetivos que ela carrega por aí: sedutora, elegante, sensual, a uva tinta mais branca de todas as tintas, a mais feminina de todas as uvas, e por aí vai. O que poucos discordam é do potencial que ela tem para produzir espetaculares tintos e também ser a base para grandes espumantes, entre eles os Champanhes!

A Pinot Noir é uma variedade de uva tinta conhecida por produzir vinhos geralmente de corpo leve a médio, com sabores e aromas delicados que remetem a frutas vermelhas como cereja, morango e framboesa. Ao mesmo tempo que ela tem todos estes adjetivos positivos, ela carrega algo que complica um pouco a vida dos produtores: é considerada uma das uvas mais difíceis de cultivar devido à sua sensibilidade ao clima e às condições de cultivo. Poucas uvas são tão sensíveis ao terroir como a Pinot. No entanto, quando bem feita, a Pinot Noir pode produzir alguns dos vinhos mais espetaculares e elegantes do mundo.

Vinhedos de Pinot Noir na Borgonha

Vinhedos de Pinot Noir na Borgonha

Características dos Vinhos: Como disse acima, os Pinots têm aromas bem marcados de frutas vermelhas, como cerejas, framboesas e morangos e, dependendo da região e do estilo do vinho, podem ter estes aromas frescos ou mais maduros e até mesmo algo que lembre terra e algo herbáceo. São geralmente vinhos de leve a médio corpo, e uma cor vermelho vivo claro e sua acidez normalmente é alta, dando vinhos frescos e fáceis de harmonizar.

Por falar em harmonização, é uma uva muito versátil, que pode ir de carnes mais leves como o porco ou aves, passando por peixes como salmão ou atum e indo até vários tipos de queijo. 

Locais em que é cultivada: Como disse acima, é uma uva de difícil cultivo, mas as regiões em que se destaca são sua terra natal a Borgonha, e continuando na França, na região de Champanhe, para a produção dos famosos espumantes locais, e na Alsácia.

Ainda no Velho Continente, no norte da Itália, em Trentino Alto Adige; no Novo Mundo, regiões dos Estados Unidos como Willamette Valley, no Oregon, Sonoma e Russian River (Califórnia); Marlborough e Central Otago (Nova Zelândia); Yarra Valley, na Austrália; Elgin e Hamel en Arrde (Áfirca do Sul); os vales costeiros de Leyda, Casablanca e San Antonio (Chile); as partes mais altas e frias de Mendoza e também na Patagônia (Argentina) e até mesmo no Uruguai e no Brasil.

Isso não quer dizer que ela não seja cultivada em outros locais. Apenas que esses são os de maior destaque.

Mas toda a dificuldade que ela encontra para seu cultivo, é recompensada pelo que apresenta nas taças e não por acaso, é uma uva extremamente apaixonante!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas