Adega do Déco Vinho objeto de desejo tem rótulos criados por artistas consagrados, como Picasso, Miró e Dalí; veja

Vinho objeto de desejo tem rótulos criados por artistas consagrados, como Picasso, Miró e Dalí; veja

Rótulos do Château Mouton Rothschild criados por Joan Miró, Pablo Picasso e John Huston

Rótulos do Château Mouton Rothschild criados por Joan Miró, Pablo Picasso e John Huston

Reprodução/Château Mouton Rothschild

O Château Mouton Rothschild não é apenas uma das mais famosas vinícolas de Bordeaux (França), mas do mundo. Ele é um dos 5 Premier Crus de Bordeaux, classificação máxima das propriedades da região e conta com apenas 5 produtores: Chateau Haut Brion, Chateau Lafitte Rothschild, Chateau Mouton Rothschild, Chateau Latour e Chateau Margaux. Os vinhos deste quinteto podem atingir valores inacreditáveis e são objeto de desejo da grande maioria dos amantes do vinho.

Mas além da qualidade e reputação, o Château Mouton Rothschild tem algo a mais: a história de seus rótulos, que mudam a cada ano, contando com a colaboração de alguns dos artistas mais renomados do mundo.

Até 1924, o Château Mouton Rothschild não era classificado como um Premier Cru Classé, a categoria mais alta na hierarquia dos vinhos de Bordeaux. No entanto, após a morte do pai, o Barão Philippe de Rothschild assumiu o controle da propriedade e começou a implementar mudanças significativas.

Uma das mudanças mais marcantes foi a introdução de rótulos de vinho criados por artistas renomados. O Barão Philippe tinha uma visão única de combinar a arte com o vinho e em 1924, o artista e designer francês Jean Carlu foi o primeiro a criar um rótulo especial para o produtor, marcando o início dessa tradição.

No entanto, foi somente em 1945 que a prática se tornou uma tradição anual. Nesse ano, o lendário artista Philippe Jullian projetou um rótulo para comemorar o final da Segunda Guerra Mundial, destacando uma taça de vinho sobre um fundo de ramos de louro. O rótulo declarava: "Ano da Vitória".

Desde então, Château Mouton Rothschild tem convidado artistas famosos, como Salvador Dalí, Joan Miró, Marc Chagall, Andy Warhol e muitos outros, para criar rótulos únicos a cada ano. Cada rótulo reflete a interpretação artística do artista sobre a safra específica.

Rótulo do Château Mouton Rothschild de 2021, criado pelo artista japonês Chiharu Shiota

Rótulo do Château Mouton Rothschild de 2021, criado pelo artista japonês Chiharu Shiota

Reprodução/Château Mouton Rothschild

Essa tradição de rótulos de arte elevou ainda mais a imagem do Château Mouton Rothschild no mundo do vinho e contribuiu para sua reputação como uma das vinícolas mais distintas e inovadoras de Bordeaux. Cada rótulo se torna uma peça de coleção, e a combinação de arte excepcional e vinho de alta qualidade continua a ser uma característica distintiva do Château Mouton Rothschild. Uma garrafa dessas pode custar até R$ 20 mil.

Neste link, pode-se ver todos os exemplares criados e seus respectivos artistas, mas, na minha opinião, destaco o de 1958 de Salvador Dalí, o de 1967 de César, o de 1969 de Miró, o de 1973 de Picasso, o de 1975 de Andy Warhol, o de 1982 de John Huston (que é uma das safras míticas deste vinho), e o de 2004 desenhado pelo agora Rei Charles.

O mais novo rótulo, da safra 2021, foi divulgado no início de dezembro e criado pelo artista japonês Chiharu Shiota, que fez uma obra chamada 'O Universo de Mouton'. Ele descreve como uma “silhueta frágil de uma figura humana de frente para uma natureza linda e generosa”, ao mesmo tempo que reflete uma delicada interconexão entre os dois.

O premiado artista acrescentou: "As quatro linhas que ligam o humano ao meio ambiente representam as quatro estações (inverno, primavera, verão, outono) e todas as emoções ligadas a elas (solidão, esperança, realização)".

“É como preservar a memória do ano no vinho. Acho isto muito fascinante porque também acredito que os objetos que nos rodeiam acumulam as nossas memórias e a nossa existência.”, diz ele à revista inglesa Decanter.

É realmente fascinante acompanhar, ano a ano, essa junção da arte com o vinho nesta tradição que já leva décadas!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas