Descubra BH Descubra BH: O ovo pode ser maior do que imagina

Descubra BH: O ovo pode ser maior do que imagina

BH proporciona encontros frequentes entre amigos dos amigos, mas não é tão previsível assim. Descubra a cidade comigo

  • Descubra BH | Pablo Nascimento

Se nos encontrarmos em qualquer um destes locais, não tenha vergonha de dizer: "ahh, BH é um ovo"

Se nos encontrarmos em qualquer um destes locais, não tenha vergonha de dizer: "ahh, BH é um ovo"

Pablo Nascimento / R7

"BH é um ovo". Quem vive na capital mineira e nunca disse ou ouviu essa frase, provavelmente não 'convive' muito bem com a cidade. Seja na mesa do bar ou na fila do supermercado, a gente sempre conhece alguém que é irmão do primo do seu melhor amigo.

E os amigos das celebridades? Temos muitos! Quem não conhece um "alecrim dourado" que adora se gabar pelo contato próximo com famosos que vivem aqui? Eles nunca deixam de contar sobre o dia em que foram a uma festa na casa do artista, jogador de futebol, influenciador digital ou da subcelebridade.

Às vezes, o fenômeno supera os limites geográficos. Basta gritar 'foto na hora' nas praias de Guarapari (ES) ou de Cabo Frio (RJ) para um belo-horizontino aparecer e reconhecer a memória sonora da Praça Sete.

Em todos esses acontecimentos recorrentes, a frase se repete: "ahhh, BH é um ovo". Muitas vezes, ela sai da boca com um tom de deboche, mas mascara certo saudosismo e bairrismo que enchem o coração de orgulho. Ai de quem falar mal da cidade!

A verdade é que a BH não é tão pequena e previsível quanto parece. Ou melhor, o ovo pode ser maior do que a gente imagina.

Eu vim do interior há quase 10 anos e sempre me surpreendo com uma descoberta. É um bunker (abrigo para bombardeios) no centro da cidade; um restaurante chinês raiz escondido em algum prédio suspeito, com direito a cardápio em mandarim e funcionários que não falam português; é a gari com mais de 111 piercings no rosto, responsável pela limpeza do Parque Municipal.

Muitas descobertas vieram por meio das reportagens. Outras, na conversa de corredor. Ou, também, na fila do pão. E ainda tem muito a se descobrir. Daí veio a ideia deste blog, o Descubra BH. Um espaço onde eu possa compartilhar as descobertas com você.

Por outro lado, também é um desafio para que eu saia da minha zona de conforto (minha terapeuta agradece). O que não vai ser difícil. Pra que ir ao mesmo bar em uma cidade que tem 178 botecos para cada 100 mil habitantes? Segundo a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), é o maior índice dentre as capitais brasileiras.

E tem muito mais. A sexta maior cidade brasileira, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), esconde muita coisa. É uma variedade de arte, gastronomia, música, lazer e pessoas marcantes que pulsam entre os 2,3 milhões de moradores que ocupam os 332 km² (área equivalente a mais de 33 mil campos de futebol) da capital mineira.

Eu te convido pra gente descobrir isso juntos. E se nos encontrarmos em qualquer um destes locais, não tenha vergonha de dizer: "ahh, BH é um ovo".

Últimas