DiFato Tudo Importa Gastar, quitar ou economizar: o que fazer com o 13º salário? Eis a questão

Gastar, quitar ou economizar: o que fazer com o 13º salário? Eis a questão

Como usar o dinheiro para fazer escolhas conscientes, quitar dívidas e ainda fazer sobrar um pouco da renda extra para aproveitar o fim do ano

O que fazer com o dinheiro extra no final do ano

O que fazer com o dinheiro extra no final do ano

Edu Garcia/R7 - 04.09.2023

No sábado, estava num shopping aqui em São Paulo e, enquanto lanchava, ouvi uma discussão acalorada entre um jovem casal. Não teriam mais que 30 anos cada um, e ele tentava argumentar com a amada o que iria fazer com o salário extra de fim ano.

Ele dizia querer dar entrada em um novo carro, e ela, contrariada, dizia que ambos deveriam priorizar as dívidas que já existiam e que queria dar um tratamento dentário à mãe. Por mais de meia hora eles ficaram discutindo o que fazer com o 13º salário, mas não chegaram a um consenso.

Saí do shopping sem saber como o casal iria investir o dinheiro, mas fiquei pensando que muita gente pode passar por esse sofrimento psicológico todos os anos. Entre os meses de novembro e dezembro o trabalhador recebe uma remuneração extra, paga pelo empregador. É o décimo terceiro, equivalente a um salário e pode ser pago em uma ou duas parcelas.

Mas, o que fazer com esses valores? A dúvida é justamente sobre como fazer o melhor planejamento de uso ou de investimento para esse dinheiro. Ser comedido seria a resposta mais correta.

Para trazer dicas que vão nos ajudar (sim é importante para todos nós) trago os conselhos da Kristine Otaviano que é Jornalista e Economista. “O ideal seria dividir este montante em três e reservar uma destas parcelas do salário extra para compromissos futuros quando são cobrados tributos como IPVA ou IPTU e mesmo Imposto de Renda, para quem precisa cumprir uma parcela com o Fisco”.

Kristine Otaviano é Economista e Jornalista da Record.

Kristine Otaviano é Economista e Jornalista da Record.

Acervo Pessoal

É preciso se manter frio e sobreviver aos ataques do consumismo motivacional, provocado pelos festejos do fim do ano. “Seja qual for sua realidade, é prudente guardar 30% do dinheiro a mais para despesas extras que estão por vir nos primeiros meses de 2024” orienta Kristine.

Então vamos fazer um exercício prático enquanto você lê essas dicas? Faça uma planilha, pode ser numa folha de caderno, no Excel ou até em aplicativos de gerenciamento de gastos. Comece anotando o valor do seu 13º salário (as duas parcelas).

Seguindo a primeira dica da Kristine Otaviano, faça o cálculo do equivalente a 30% desse benefício e em uma coluna ao lado desse valor enumere as parcelas futuras de suas dívidas (exclua aquelas já incluídas no salário do mês e se possível acrescente os impostos a serem pagos também). Em seguida, some todas, de forma que se encaixem dentro do saldo dos 30%, e priorize as datas de vencimento das dívidas.

Sugestão de Tabela para organização dos gastos com o 13º salário
Sugestão de Tabela para organização dos gastos com o 13º salário

Obrigações cumpridas, vamos à segunda etapa. Abaixo dessa tabela escreva "Reserva 2" e calcule outros 30% ou 40% do salário extra. Ao lado do valor, escreva lista de presentes. Sim, por que não? Com planejamento você tem segurança para trilhar um caminho de equilíbrio, incluindo aí as confraternizações de fim de ano.

Nessa lista, escreva por ordem de afinidade e com o pé no chão quem vai receber presentes esse ano. E não tenha vergonha em comprar lembrancinhas (opções como cartões e até algo feito por você pode aumentar a lista de quem vai receber um carinho natalino). Aqui é preciso manter o foco e disciplina ok?

Agora calcule cerca de 20% a 30% do décimo terceiro e pense em como fazer render, um investimento.

“Quando se fala em educação financeira não se pode perder o horizonte de vista. É preciso, sim, viver o hoje com qualidade, mas o tempo presente é caro e se você gastar tudo que tem agora, não sobrará para quando sua força de trabalho for reduzida, ou para os imprevistos como uma doença ou até uma demissão” relembra Kristine. "Quem faz reserva de emergência e investe está fazendo uso da melhor força de trabalho, fazendo o dinheiro trabalhar para você".
 

Dicas de bolso da Economista Kristine Otaviano
Dicas de bolso da Economista Kristine Otaviano

Por fim, a principal dica é ter metas e lembrar que quem consegue equilibrar as contas e organizar os compromissos tem mais chances de crédito e investimentos. “Uma reserva para as despesas extras de fim de ano ainda é desejável para quem está no vermelho, assim você pode garantir que não vai contrair novas inadimplências”, prioriza Kristine.

Costumo dizer o seguinte: fazer isso é cansativo, mas é melhor equilibrar as contas para continuar sonhando, do que gastar e dormir sem sonhar.

Últimas