É de comer Brasil tem oito restaurantes entre os 50 melhores da América Latina; veja a lista completa

Brasil tem oito restaurantes entre os 50 melhores da América Latina; veja a lista completa

Saiba quais são os brasileiros no ranking internacional do Prêmio Latin America's 50 Best Restaurants

  • É de comer | Camé Moraes do @ehdecomer para o R7

Novamente em 2023, o restaurante A Casa do Porco, no centro de São Paulo, é o restaurante mais bem colocado no ranking internacional

Novamente em 2023, o restaurante A Casa do Porco, no centro de São Paulo, é o restaurante mais bem colocado no ranking internacional

Mauro Holanda

A premiação Latin America's 50 Best Restaurants teve até tapete vermelho. O coquetel contava com estações de bebida com drinques de gim, pisco e canapés variados. Uma mistura de sotaques ganhou os salões do Copacabana Palace. Celebridades da internet dividiram o espaço com chefs famosos, jornalistas, como eu, e autoridades, como, por exemplo, o prefeito do Rio — que chegou na última hora já anunciando que a edição do prêmio no próximo ano também será em solo carioca.

Janaina Torres Rueda, conforme já havia sido anunciado, levou o prêmio de melhor chef mulher da América Latina, numa homenagem especial. Nenhuma novidade entre os brasileiros na lista. Por aqui, entramos na relação já no 35º lugar, com a chef Manu Buffara, do Manu, em Curitiba. A profissional ainda levou um prêmio especial por desenvolver um menu sustentável. Em 34º lugar, outra casa comandada por uma mulher, o Maní, de Helena Rizzo.

Janaína Torres Rueda, da Casa do Porco, foi a chef homenageada da noite

Janaína Torres Rueda, da Casa do Porco, foi a chef homenageada da noite

Camé Moraes

Na sequência, vieram o paulista Evvai (22º), do chef Luiz Felipe Souza; Nelita, da maravilhosa Tassia Magalhães (21º) — que continua subindo no ranking —; Oteque (20º), de Alberto Landgraf, no Rio; e o mexicano Metzi (18º), em São Paulo.

No número 14 entrou o Lasai, de Rafa Costa e Silva. O menu intimista — exclusivo para apenas dez pessoas por noite — tornou o restaurante o carioca mais bem posicionado no ranking.

No Top 10 Latam, o Brasil conquistou apenas uma posição: o quarto lugar, com a Casa do Porco, de Jefferson e Janaína Rueda. Vale ressaltar que a casa, dedicada aos suínos e localizada na região central de São Paulo, ficou atrás de concorrentes como a parrilha argentina Dom Júlio (3º), El Chato, de Bogotá (2º), e Maido, do Peru, o grande vencedor da noite.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Tássia Magalhães, do Nelita, foi uma das chefs mulheres premiadas da noite

Tássia Magalhães, do Nelita, foi uma das chefs mulheres premiadas da noite

Camé Moraes

Há cerca de 15 dias, a lista com os melhores restaurantes entre as posições 51 e 100 já tinha sido divulgada.

As casas paulistas Charco (56º), Fame Osteria (57º), Mocotó (63º), Kotori (64), D.O.M. (65º) e Kan Suke (97º) ganharam destaque na primeira metade do ranking, que contou também com o soteropolitano Origem (56º) e os cariocas Ristorante Hotel Cipriani (95º) e Ocyá (96º).

Veja a lista completa de restaurantes:

- 1º Maido (Lima)
- 2º El Chato (Bogotá)
- 3º Don Julio (Buenos Aires)
- 4º A Casa do Porco (São Paulo)
- 5º Fauna (Valle de Guadalupe)
- 6º Maito (Cidade do Panamá)
- 7º Kjolle (Lima)
- 8º Leo (Bogotá)
- 9º Boragó (Santiago)
- 10º Mayta (Lima)
- 11º Nuema (Quito)
- 12º Quintonil (Cidade do México)
- 13º Mérito (Lima)
- 14º Lasai (Rio de Janeiro)
- 15º Pujol (Cidade do México)
- 16º Celele (Cartagena)
- 17º El Preferido de Palermo (Buenos Aires)
- 18º Metzi (São Paulo)
- 19º Villa Torél (Ensenada)
- 20º Oteque (Rio de Janeiro)
- 21º Nelita (São Paulo)
- 22º Evvai (São Paulo)
- 23º Gustu (La Paz)
- 24º Sublime (Cidade da Guatemala)
- 25º Cantina del Tigre (Cidade do Panamá)
- 26º Gran Dabbang (Buenos Aires)
- 27º X.O. (Medellín)
- 28º Arca (Tulum)
- 29º Pangea (Monterrey)
- 30º Julia (Buenos Aires)
- 31º Sud 777 (Cidade do México)
- 32º Mishiguene (Buenos Aires)
- 33º Osso (Lima)
- 34º Maní (São Paulo)
- 35º Manu (Curitiba)
- 36º Rosetta (Cidade do México)
- 37º Alcalde (Guadalajara)
- 38º Alo's (Buenos Aires)
- 39º Mil (Moray)
- 40º Le Chique (Cancún)
- 41º Crizia (Buenos Aires)
- 42º La Mar (Lima)
- 43º Niño Gordo (Buenos Aires)
- 44º Humo Negro (Bogotá)
- 45º Parador La Huella (José Ignacio)
- 46º Rafael (Lima)
- 47º Sikwa (San José)
- 48º La Docena (Polanco — Cidade do México)
- 49º Mercado 24 (Cidade da Guatemala)
- 50º Cosme (Lima)

Mais detalhes ao vivo do Prêmio Latin America's 50 Best Restaurants lá no meu insta, o @ehdecomer.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas