Makes e Afins Guia do skincare: aprenda a usar ácidos na rotina e contra manchas

Guia do skincare: aprenda a usar ácidos na rotina e contra manchas

Especialistas ensinam a ter um cuidado personalizado e quais são os diferentes tipos de ativos

Tratamento com ácidos requer cuidado e atenção

Tratamento com ácidos requer cuidado e atenção

Imagem de Freepik

Quando o assunto é pele do rosto, cada pessoa vai ter um incômodo ou questão diferente a ser abordada. Porém, uma característica que gera estranhamento em muita gente são as temidas manchas. Mas o que são e como elas podem ser evitadas — ou até eliminadas? O dermatologista Matheus Kasai explica que existem vários tipos de manchas na pele, e o tratamento varia de acordo com a causa e a gravidade delas.

O médico conta que manchas geralmente são decorrentes de processos inflamatórios, como espinhas, machucados, queimaduras, exposição solar excessiva, procedimentos ou até reações causadas pelo uso de algum produto.

"Temos diversos tipos, entre elas: melanoses ou manchas senis, que são relacionadas a exposição solar desprotegida ao longo da vida — as temidas manchas de sol; ⁠melasma; ⁠manchas pós-acne; ⁠sardas e ⁠manchas brancas, geralmente relacionadas a condições patológicas e fungos."

Kasai alerta para manchas assimétricas, de bordas irregulares, múltiplas colorações ou que apresente algumas mudanças com o tempo. "No caso de manchas com essas características, é imprescindível a consulta com um médico", finaliza.

MONTANDO UMA ROTINA DE SKINCARE EM CASA

Segundo a dermatologista Bruna Kavana, manchas podem ser tratadas — ou evitadas — com uma rotina de cuidados em casa, com o uso de produtos clareadores, protetor solar e cuidados específicos, por exemplo.

Porém, como montar uma rotina domiciliar eficaz e personalizada?

A especialista indica que o primeiro passo é identificar o tipo de pele. Para isso, deve-se observar características como oleosidade, ressecamento, sensibilidade e porosidade.

Por exemplo, para peles oleosas (aquelas que ficam mais brilhantes ao final do dia), é comum evitar produtos muito gordurosos e optar por formulações mais leves, com textura em gel.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

"O ácido salicílico é frequentemente recomendado para peles oleosas devido às suas propriedades de limpeza e controle da oleosidade, enquanto o ácido hialurônico pode ser mais benéfico para peles mais secas, pois ajuda a reter a umidade na pele e a deixá-la mais hidratada", explica.

No quesito hidratar a pele, Bruna ainda faz um alerta: "Não confundam pele oleosa com pele hidratada! A pele oleosa também precisa de um bom hidratante."

Identificando o tipo de pele, a chave é fazer um combinado de produtos que serão utilizados regularmente. É importante manter em mente que uma rotina básica possui três passos: limpar, hidratar e proteger. Para tratar manchas, acne ou qualquer outro desconforto devemos partir daí.

QUAIS OS CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA USAR ÁCIDOS NO ROSTO?

A médica conta que, antes de começar a usar ácidos na pele, é fundamental considerar algumas orientações e cuidados gerais:

1. Faça um teste de sensibilidade: antes de aplicar o ácido no rosto inteiro, teste uma pequena quantidade em uma área da pele para verificar possíveis reações alérgicas ou irritações.

2. Use protetor solar: muitos ácidos aumentam a sensibilidade da pele ao sol, portanto, o uso diário de protetor solar é crucial para evitar danos causados pelos raios UV.

3. Comece devagar: Inicie com concentrações mais baixas para permitir que a pele se acostume ao ácido gradualmente, evitando irritações excessivas.

4. Hidrate bem a pele: ácidos podem causar ressecamento, portanto, é importante manter a pele hidratada com produtos adequados para seu tipo de pele.

5. Consulte um dermatologista: é fundamental ter uma avaliação profissional para determinar o ácido mais adequado para seu tipo de pele e suas preocupações específicas.

O QUE PROCURAR NA HORA DE COMPRAR UM ÁCIDO?

Ao procurar por produtos que contenham ativos ou ácidos para cuidados com a pele, considere os seguintes pontos:

1. Concentração: concentrações mais baixas são recomendadas para iniciantes ou para peles sensíveis.

2. Texturas:
   • Gel: ideal para peles oleosas.
   • Creme: boa opção para peles normais a secas.
   • Sérum: absorção rápida, ótimo para camadas adicionais de produtos.

3. Alergias e sensibilidades: verifique os ingredientes para evitar substâncias às quais você seja alérgico ou que causem irritação na sua pele.

4. Escolha de acordo com sua preocupação específica: se você tem acne, pode considerar produtos com ácido salicílico. Para hidratação, o ácido hialurônico pode ser uma boa opção.

5. Pesquise marcas confiáveis: Escolha marcas conhecidas por sua qualidade e eficácia.

"É importante começar com produtos de baixa concentração e, se necessário, aumentar gradualmente a potência conforme sua pele se adapta. Sempre faça um teste de patch antes de aplicar o produto em toda a área do rosto para verificar possíveis reações adversas", alerta Bruna.

USANDO ÁCIDOS EM CASA

O produtor de conteúdo digital de beleza Edu Medaets (Beleza com Du) fala diariamente sobre cuidados com a pele em suas redes sociais e desmistifica vários conceitos, além de dar dicas para quem quer se cuidar, mas está com o orçamento baixo.

Para usar ácidos em casa, Edu recomenda começar aos poucos. "Se você nunca usou um ácido, sua pele pode ficar sensibilizada, então é importante começar de duas a três vezes na semana, na rotina noturna e aplicando depois do hidrante facial para minimizar a chance de irritação", explica.

Além disso, ele sugere não passar mais de um ácido na mesma rotina no começo ou usá-los junto com retinoides — como o retinol.

*Lembrando que há ácidos como o ácido hialurônico, que apesar de ter ácido no nome, é um ingrediente hidratante e pode ser combinado com outros.*

ATACANDO AS MANCHAS!

Edu compartilha seus ativos favoritos no combate às manchas: "Alguns que eu gosto muito são o ácido tranexâmico, ácido kójico, alpha arbutin, cisteamina, niacinamida, vitamina C e retinoides que ajudam na inibição da tirosinase, enzima responsável pela produção da melanina na região."

Porém, o produto mais importante no combate às manchas é o protetor solar (que deve ser aplicado diariamente).

"Preferencialmente com cor, que tem óxidos de ferro e que ajudam na proteção contra a luz visível/azul. Procure por protetores FPS 30 ou maiores e sem perfume para diminuir a chance de irritação."

*Lembrando de sempre aplicar a quantidade certa para chegar no FPS da embalagem (1/4 e colher de chá ou mais ou menos três dedos) e reaplicar sempre que suar ou se molhar.*

PRODUTINHOS COM BOM CUSTO-BENEFÍCIO

Para Edu, hoje temos opções eficazes de marcas nacionais e internacionais que ajudam no combate às manchas.

Veja abaixo algumas das indicações do influenciador:

Loção Facial Shirojyun Premium Lotion (Hada Labo), "Ela contém ácido tranexâmico, extrato de alcaçuz e um derivado de vitamina C."

Tônico clareador (Creamy), "Tem ótimo custo-benefício e ativos como o ácido tranexâmico, niacinamida, ácido glicólico e alpha arbutin."

• "Para um produto com a cisteamina, recomendo a CT-Amina (Laboratório Libbs), potente clareador. Você pode passar na região, deixar 15 a 20 minutos e depois enxaguar", finaliza Du.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas