Viva a Vida Ranking elege as piores comidas e bebidas brasileiras; cuscuz paulista e catuaba ficam no pódio

Ranking elege as piores comidas e bebidas brasileiras; cuscuz paulista e catuaba ficam no pódio

A votação foi feita pelo público de um famoso atlas de gastronomia mundial; veja os dez primeiros da lista

  • Viva a Vida | Do R7

Cuscuz paulista foi considerado o pior prato do Brasil

Cuscuz paulista foi considerado o pior prato do Brasil

Reprodução/Record TV

Um ranking que elegeu as piores comidas e bebidas do Brasil promete causar polêmica. A lista foi divulgada na última sexta-feira (17) em uma das principais enciclopédias internacionais de gastronomia e tem, entre os dez primeiros lugares, clássicos da culinária nacional, como o cuscuz paulista, que ficou no topo, e a salada de maionese e a maria-mole, por exemplo. 

Segundo o TasteAtlas, as classificações se baseiam nas escolhas de seu público e seguem "uma série de mecanismos que reconhecem utilizadores reais e ignoram notas de robôs, nacionalistas ou patrióticas locais".

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Para a lista dos dez piores alimentos e bebidas brasileiros foram registradas 8.851 avaliações, das quais 6.310 foram reconhecidas pelo sistema como legítimas. "O TasteAtlas Rankings não deve ser visto como a conclusão global final sobre alimentação. O seu objetivo é promover a excelente comida local, inspirar orgulho nos pratos tradicionais e despertar a curiosidade por pratos que ainda não foram experimentados", diz a publicação.

Veja o ranking:

 – Cuscuz paulista (nota 3)

Prato composto de fubá, azeitonas, sardinha em lata (ou qualquer outro peixe enlatado), ervilha farinha de mandioca, alho, cebola, pimentão, salsa, cebolinha e ovos cozidos. O prato, normalmente, é preparado em uma forma moldada e depois apresentado de maneira invertida.

2º – Catuaba (nota 3)

Catuaba é uma bebida alcoólica brasileira feita com a planta homônima, vinho tinto, açúcar, xarope de maçã, extratos de guaraná e marapuama (uma raiz amazonense).

3º – Arroz com pequi (nota 3,1)

Tradicional prato da região central, especialmente em Minas Gerais e Goiás. O ingrediente principal do prato é o pequi, uma pequena fruta da estação com sabor forte e diferenciado.

Arroz com pequi

Arroz com pequi

Reprodução/CreativeCommons/Flickr/Kelly Duarte

4º – Gabiroba (nota 3,1)

A gabiroba é um fruto do cerrado, rico em vitaminas C e do complexo B.

5º – Tareco (nota 3,2)

Conhecido na Bahia como biscoito Paciência, é feito, basicamente, de ovos, açúcar e farinha de trigo, com leite ou água, dependendo da receita. Ele se originou em Pernambuco.

6º – Quibebe (nota 3,4)

Muito comum no Norte e Nordeste, é uma espécie de purê rústico de abóbora. 

7° – Maria-mole (nota 3,5)

Sobremesa popular brasileira, com aparência e textura semelhantes às de marshmallow, feita de açúcar, gelatina, coco e clara de ovo.

8° – Salada de maionese (nota 3,6)

As saladas que são, normalmente, servidas em churrasco e podem ter uma variedade de ingredientes, como batata, cenoura, ervilha, milho, maçã verde em rodelas finas, passas e, claro, maionese.

 9° – Sequilhos (nota 3,6)

Biscoitos que derretem na boca, perfeitos para tomar com café. São feitos, basicamente, de amido de milho, fermento, manteiga, leite condensado, ovos e baunilha.

10° – Mocotó (nota 3,6)

Ensopado com pata de boi, feijão e vegetais diversos. Nutritivo e barato, o guisado era originalmente feito por escravos, que utilizavam cortes de carne jogados fora por proprietários.

VEJA TAMBÉM: Vinhos também combinam com os dias quentes; veja as melhores harmonizações

Últimas